EM 2015: PRA TER ÁGUA, TEM QUE TER FLORESTA!

quintas quinzenais:  23/04, 07/05, 21/05, 11/06, 25/06, 16/07, 23/07, 06/08, 20/08, 03/09, 17/09, 08/10, 22/10, 05/11 e 19/11. <3

Em 2015 o Cineclube reúne esforços com diversos parceiros para tratar do nosso maior bem: a ÁGUA, elemento fundamental que mantém a vida e a saúde nossa em nosso planeta. 2015 é também o Ano Internacional do Solo que, para ser produtivo, precisa de água e micro-organismos. Esta interdependência entre elementos e vida em nosso planeta sustenta tudo e todos. Cabe a nós fazer nossa parte, atuando com amor e respeito, para assim favorecer e ver florescer a humanidade, cientes e atentos aos limites biogeofísicos da biosfera. 

 

[23.04 - 20h] A LEI DA ÁGUA - NOVO CÓDIGO FLORESTAL
Direção: André D´Elia
Produção: Cinedelia, Coprodução: 02 Filmes
Duração: 78min.
Ano: 2014
Site: http://aleidaaguafilme.wordpress.com

A LEI DA ÁGUA é um documentário brasileiro que explica a relação entre o novo Código Florestal e a crise hídrica brasileira.

O filme mostra a importância das florestas para a conservação dos recursos hídricos no Brasil, e problematiza o impacto do novo Código Florestal, aprovado pelo no Congresso em 2012, nesse ecossistema e na vida dos brasileiros.

 + CONVERSA com o diretor André D´Elia e Mario Mantovani – Fundação SOS Mata Atlântica e Deputado Carlos Giannazi


[07.05 - 20h] A CRISE GLOBAL DA ÁGUA - (Last Call at the Oasis)
Direção: Jessica Yu
Produção: USA
Duração: 105min.
Ano: 2011
Site: http://https://www.youtube.com/channel/UCh393n3BWWISi01GLY8LP9g

A Crise Global da Água apresenta um argumento poderoso do porquê a crise mundial da água será a principal questão que nosso mundo precisará enfrentar neste século. Esclarecendo o papel fundamental que a água desempenha em nossas vidas, expondo os defeitos do sistema atual e retratando as comunidades que já lutam com seus efeitos colaterais, o filme apresenta a ativista Erin Brockovich e especialistas ilustres como Peter Gleick, Alex Prud'homme, Jay Famiglietti e Robert Glennon.

 CONVERSA com Pedro Jacobi - Prof. Titular da Faculdade de Educação e Instituto de Energia e Ambiente / IEE - USP


e Wagner Costa Ribeiro - Prof. Titular do Departamento de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Ciência Ambiental da Universidade de São Paulo / USP

 

Apoio

[21.05 - 20h] PLANTANDO ÁGUAS
Direção: Iniciativa Verde
Produção: Petrobras
Duração: 60min.
Ano: 2014
Site: http://http://www.iniciativaverde.org.br/plantandoaguas.php

O projeto Plantando Águas, elaborado pela ONG Iniciativa Verde em parceria com cerca de 20 instituições e patrocinado pelo Programa Petrobras Ambiental por dois anos, tem como objetivo adequar propriedades rurais do estado de São Paulo para recuperar e conservar os recursos hídricos. Aproximadamente 200 famílias de assentamentos de reforma agrária, bairros rurais e comunidades remanescentes de quilombos serão beneficiadas diretamente em municípios do interior de São Paulo.

Sim, é possível plantar águas. A medida essencial para reverter a crise hídrica vivida atualmente no Sudeste é preservar e recuperar os mananciais. As ações do projeto cumprem essas funções, por meio do saneamento rural com tecnologia social, desenvolvida pela Embrapa, a recuperação florestal, o manejo agroecológico, o monitoramento da água e o Cadastro Ambiental Rural (CAR).

 CONVERSA com Roberto Resende - Presidente da ONG e responsável geral pelo projeto

Esta sessão será CARBON FREE, ou seja, nossas emissões de gases neste dia serão revertidas no plantio de novas árvores. <3

 

Parceria

  

[11.06 - 20h] MARCAS DA ÁGUA - (Watermark)
Direção: Jennifer Baichwal & Edward Burtynsky
Produção: Canadá
Duração: 90min.
Ano: 2013
Site: http://http://burtynsky-water.com/watermark/trailer/

Todo ser vivo necessita de água. Nós, humanos, interagimos com ela em uma miríade de formas, várias vezes ao dia. Mas com que frequência consideramos a complexidade dessainteração? E, exceto quando confrontados por sua escassez, quando meditamos sobre sua onipresença na criação, manutenção e enriquecimento da vida? Marca d’Água reúne diversas histórias de todo o mundo sobre nossa relação com a água: como somos atraídos a ela, o que podemos aprender com ela, como a utilizamos e as consequências dessa utilização.

CONVERSA com Zezão - artista plástico

 

 

[25.06 - 20h] QUEM CONTROLA A ÁGUA? - (Water Makes Money)
Direção: Leslie Franke e Herdolor Lorenz
Produção: França/Alemanha
Duração: 82min.
Ano: 2010
Site: http://http://www.watermakesmoney.com/en/

As empresas francesas Veolia e Suez são as maiorais no crescente mercado mundial de abastecimento privado de água. Elas estão presentes em todos os cinco continentes, dificilmente uma semana se passa sem que entrem em um novo mercado. Mas na França, sua base, elas estão perdendo terreno. No início de 2010, as duas empresas tiveram que entregar, relutantemente, a gestão do abastecimento de água de Paris – sua sede – de volta para a cidade; o mesmo ocorreu na cidade francesa de Rouen. Provavelmente, Bordeaux, Toulouse, Montpellier, Brest e muitas outras cidades seguirão esse caminho e tomarão a gestão do abastecimento de água de volta às mãos públicas. Mas não só na França: na América Latina, EUA, África e Europa, em toda parte surgem movimentos para trazer o fornecimento de água de volta às mãos dos cidadãos. O filme Quem Controla a Água? ajuda a tomar uma decisão consciente.

 

 

Apoio

[16.07 - 20h] OURO AZUL - AS GUERRAS MUNDIAIS PELA ÁGUA - (Blue Gold - World Water Wars)
Direção: Sam Bozzo
Produção: USA
Duração: 80min.
Ano: 2008
Site: http://http://www.bluegold-worldwaterwars.com

Dos mesmos diretores de “A Corporação”, este documentário é sobre as atuais e futuras guerras mundiais pela água. Tece reflexão sobre a falta de água em muitos países do mundo como consequência de manipulação e corrupção por parte dos Governos, administrações locais e, claro, as corporações multinacionais de água.

Aborda as constantes lutas entre os povos e os altos poderes econômicos e governamentais, aqui especificamente pela fonte de vida de todos os humanos e demais seres vivos deste planeta.

 

 

 

 

[23.07 - 20h] SE UMA ÁRVORE É DERRUBADA: UMA HISTÓRIA DA FRENTE DE LIBERTAÇÃO DA TERRA - (If a Tree Falls)
Direção: Marshall Curry
Produção: USA
Duração: 90min.
Ano: 2011
Site: http://www.ifatreefallsfilm.com

Dirigido por Marshall Curry e indicado ao Oscar 2012 de Melhor Documentário, o filme relata a trajetória do grupo norte-americano Earth Liberation Front e de seus participantes, responsáveis por diversos incêndios criminosos contra empresas que danificavam o meio ambiente nos Estados Unidos, sendo por esse motivo acusados de ecoterrorismo.

O grupo promoveu atentados em diferentes cidades da costa oeste americana e foi desmobilizado no início dos anos 2000. O documentário mostra o motivo dos incêndios e provoca uma reflexão a respeito deste tipo de ativismo. Quatorze de seus membros foram acusados de terrorismo e o filme acompanha o julgamento de um deles, o participante ativo Daniel McGowan. 

 

CONVERSA com convidados

 

[06.08 - 20h] PLANETA ÁGUA - (Planet Ocean)
Direção: Yann Arthus-Bertrand and Michael Pitiot
Produção: Good Planet
Duração: 90min.
Ano: 2012

"Planeta Água" capta extraordinárias imagens dos oceanos - a fonte de toda a vida de nosso planeta. O filme busca explicar alguns dos maiores mistérios naturais do planeta, enquanto reforça como é essencial que a humanidade aprenda a viver em harmonia com os oceanos. 'Planeta Água' é uma mensagem sobre a ligação entre humanidade e natureza, e sobre nosso dever de proteger e respeitar nosso planeta.

 

 

 

 

[20.08 - 20h] PAISAGENS DO CONHECIMENTO
Direção: Karine Batista e Kika Gouvea
Duração: 26min.
Ano: 2013

O documentário é um mergulho na Floresta Amazônica, sua cultura e suas plantas medicinais. O conhecimento de ribeirinhos, de indígenas e do pesquisador Moacir Biondo se mesclam e se completam. Essa parceria ajuda a salvar e guardar um grande patrimônio imaterial: o uso e o conhecimento de medicina tradicional pelos habitantes da maior floresta tropical do planeta. 

Dirigido por Karine Batista e Kika Gouvea, o documentário "Paisagens do Conhecimento" mostra a vida na floresta, levando o público até a comunidade Terra Preta, às margens do Rio Negro e à cidade de Parintins às margens do Rio Amazonas.

Nessa região, Moacir Biondo e diversos curadores populares revelam suas práticas. Eles demonstram que o reconhecimento da medicina popular no Brasil representa, para além de um direito cultural dos povos tradicionais, a única possibilidade de garantir a saúde da maior parte das comunidades amazônicas, onde a paisagem é um patrimônio natural e cultural de valor inestimável.

 CONVERSA com convidados

 

[03.09 - 20h] VOLUME VIVO + RIO PINHEIROS
Direção: Caio Ferraz / Diana Zatz Mussi
Produção: Associação Águas Claras do Rio Pinheiros
Duração: 50min.
Ano: 2014/2015

VOLUME VIVO

 

Volume Vivo é um projeto de pesquisa audiovisual que pretende mapear as causas e soluções para a crise da água em São Paulo, um chamado à sociedade para refletir sobre uma questão primordial - o uso da água na região mais populosa do Brasil.  De agosto a dezembro de 2014 pretendemos desenvolver uma série de mini-documentários (5 a 10 minutos) com o objetivo de levar à sociedade civil um maior entendimento sobre a gestão da água na região, encarando a crise como um momento para repensamos o modo como lidamos com a água na macrometropole paulistana. A série de reportagens será disponibilizada gratuitamente na internet ao longo dos meses, acompanhando o desenrolar da crise.

O projeto é uma iniciativa de Caio Silva Ferraz, diretor do documentário Entre Rios, que conta a história da cidade de São Paulo sobre a perspectiva de seus rios e córregos.

 

RIO PINHEIROS - SUAS HISTÓRIAS E PERSPECTIVAS

 

O Rio Pinheiros é um dos principais cursos hídricos da cidade de São Paulo. Considerado um símbolo de lazer, recreação e contemplação durante as décadas de 1920-1950, hoje o Pinheiros é estritamente associado ao mau cheiro exalado de suas águas. Com depoimentos, fotos e vídeos antigos, animações e mapas simplificados, a drástica modificação do território da sua bacia hidrográfica e do rio é discutida no vídeo-documentário produzido pela Associação Águas Claras do Rio Pinheiros, permitindo compreender a dinâmica que levou à deterioração deste curso d’água.  

 

CONVERSA com convidados

 

 

[17.09 - 20h] AGENDA GOTSCH
Direção: Agenda Gotsch
Duração: 60min.
Ano: 2014
Site: http://http://agendagotsch.com/

Mudar o ponto de vista pode ser uma atitude aparentemente simpes, mas foi sempre ela que alavancou as transformações mais revolucionárias de que temos notícia.

Um cientista dedicado ao melhoramento genético em busca de plantas forrageiras com genótipos mais resistentes às doenças veio um dia a se perguntar se o que buscava não poderia vir do caminho oposto ao que seguia… “Será que não conseguiríamos melhor resultado se procurássemos modos de cultivo que proporcionassem condições favoráveis ao bom desenvolvimento das plantas, ao invés de criar genótipos que suportem os maus-tratos aos quais as submetemos?”  Assim germinava o pensamento da Agricultura Sintrópica, a partir da pesquisa e da vida de Ernst Gotsch, suíço nascido em 1948.

Sempre buscando o caminho dos consórcios entre espécies, testou, por exemplo, as antigas tradições de plantação de milho junto com feijão e experimentou novas associações como trigo e ervilha ou framboesa, maçã e cereja, entre outras. Do sucesso das colheitas começam a surgir as ideias de organismocooperação,sucessãosistemas, e tantos outros conceitos que fundamentam a filosofia e a técnica deste agricultor e pesquisador.

 CONVERSA com convidados

 

 

[08.10 - 20h] UM MUNDO COM SEDE - (A Thristy World)
Direção: Yann Arthus-Bertrand's, Thierry Piantanida and Baptiste Rouget-Luchaire
Produção: Good Planet
Duração: 90min.
Ano: 2012

No contexto de crescimento da população mundial e do impacto das mudanças climáticas, este filme trata da questão da escassez da água e dos esforços feitos nas regiões mais pobres do planeta onde a população ainda não têm acesso à água potável.

Mais uma vez o renomado fotografo Yann Arthus-Bertrand's nos encanta com tomadas aéreas espetaculares em regiões remotas, como o Sul do Sudão e o Norte do Congo, e em mais de 20 países, revelando o mundo misterioso e fascinante da água fresca em lagos, rios e pantanais, e integrando este olhar com imagens sobre a dureza do cotidiano das pessoas que vivem a realidade da sua falta. Um pastor do Norte do Kenya nos olha nos olhos e diz que já matou por água, e que o faria novamente. Mulheres dançam quando a água finalmente chega ao seu vilarejo... Personalidades de instituições internacionais e militantes da linha de frente que trabalham e inovam nas formas de captar, purificar e de preservar a água iluminam o filme com sua energia, imaginação e entusiasmo sobre este grande desafio do futuro.

 

CONVERSA com convidados

 

 

[22.10 - 20h] ÁRVORE DA MÚSICA
Direção: Otávio Juliano
Produção: Interface Filmes
Duração: 80min.
Ano: 2009

Encontrado apenas na Mata Atlântica do Brasil, o Pau-brasil tornou-se vital para o som dos violinos e de outros instrumentos de corda. Desde os tempos de Mozart, há 250 anos, quando foi utilizado pela primeira vez, músicos e fabricantes de instrumentos de todo o mundo ainda não descobriram uma madeira de qualidade comparável que possa substitui-lo. Das matas brasileiras às maiores orquestras da Europa, o futuro da música erudita depende da preservação dessa madeira.

No filme, mestres do violino e do violoncelo falam da importância do pau-brasil e a preocupação deles em não ter essa madeira para os músicos das gerações futuras. Músicos como Joshua Bell, David Garret e o grande violoncelista brasileiro Antonio Meneses explicam as qualidades únicas que fazem dessa madeira o produto perfeito e essencial para se tocar os instrumentos de corda. 

 

 CONVERSA com convidados

 

 

[05.11 - 20h] SOBRE A ÁGUA - (Über Wasser)
Direção: Udo Maurer
Produção: Lotus-Film e Samsa Film (Lux)
Duração: 82min.
Ano: 2007
Site: http://www.ueberwasser.at

O documentário é um retrato da relação de dependência da água em Bangladesh, Cazaquistão e Nairóbi, e nos faz lembrar que o elemento de maior abundância no planeta é também uma ameaça em igual medida.